United World Wrestling aprova reformas significativas para a apresentação do esporte, e reconhecimento a Kosovo. 2015 13 Fev


LAUSANNE, Suíça (16 de janeiro) – Depois de mais de quatro décadas sem melhorias em sua apresentação esportiva, a United World Wrestling  anunciou sexta-feira que vai fazer alterações substanciais nos uniformes dos lutadores e dos árbitros, bem como alterar a cor de seus tapetes de competição.

As tradicionais cores vermelho e amarelo dos tapetes, que foram adotadas em 1972 durante os Jogos Ol’impicos de Munique (ALE), serão substituídas por azul escuro e laranja. As cores foram escolhidas como parte de um esforço maior para melhorar a experiência da audiência online e televisiva.

Os uniformes do wrestling, embora ainda não tenham design finalizado, serão feitos em uma variedade de cores e adaptados para atrair uma audiência mais jovem. Os árbitros, que antes usavam terno e gravata, agora usarão camisa polo e calça.

“Estamos tomando as medidas necessárias para garantir que o Wrestling  seja atraente para os espectadores,” disse o presidente da United World Wrestling, Nenad Lalovic. “A malha tradicional não é algo que é usado no ginásio. Queremos roupas que nossos lutadores e torcedores vestirão com orgulho e vamos fazer isso acontecer.”

Os designs finais para as três modalidades do wrestling estão em fase de desenvolvimento e serão aprovados ainda este ano.

Lalovic e o Bureau da United World Wrestling também aprovaram várias documentações adicionais, incluindo o reconhecimento provisório da Confederação de Wrestling de Kosovo. Uma vez finalizado, o número de federações nacionais em Kosovo subirá para 179.

O Bureau também votou para renomear todos os seus cinco conselhos continentais sob o banner de “United World Wrestling – Regiões” (África, Américas, Ásia, Europa e Oceania). A nomeação simplificada irá promover uma melhor identificação do nome da federação internacional e seus orgãos continentais.

O encontro aconteceu um dia depois do lançamento bem sucedido da campanha “Super 8”, a campanha de dois meses organizada pela federação para aumentar a consciência a respeito do wrestling feminino e também aumentar a participação das mulheres em todos os níveis do esporte.

(Com informações da United World Wrestling,você acessa o original em inglês em: http://unitedworldwrestling.org/article/wrestling-approves-significant-reforms-to-sport-presentation-will-recognize-kosovo )

- See more at: http://cbla.com.br/united-world-wrestling-aprova-reformas-significativas-visual-da-modalidade/#sthash.ILEtZhbt.dpuf

Ficou mais fácil realizar o seu orçamento em nosso site! 2015 29 Jan

Para sua comodidade facilitamos o acesso em nosso site para os clientes em ORÇAMENTO, preencher o formulário e enviar o seu pedido. Após este processo nossa equipe entrará em contato com você. 

Clique aqui para realizar o seu orçamento: http://goo.gl/7V4cZ9

Você sabia? A medalha olímpica de Natália Falavigna em Pequim 2008 está na história como a primeira do taekwondo brasileiro 2014 11 Nov

O taekwondo estreou no programa olímpico nos Jogos de Sidney 2000. Oito anos depois, em Pequim 2008, a paranaense Natália Falavigna conquistou a primeira medalha da história do Brasil na modalidade. 

Natália Falavigna é cliente World Tatami

Wilson Reis finaliza Jorgensen no primeiro round do UFC RIO 2014 27 Out

Após um começou hesitante, o brasileio Wilson Reis conseguiu se recuperar no combate e finalizou Scott Jorgensen com um katagatame aos 3m28s do primeiro round. Natural do interior de Minas Gerais, o peso-mosca chegou à terceira vitória no UFC, sendo à segunda consecutiva, depois de vencer Joby Sanchez em agosto. Por outro lado, o americano volta a mostrar instabilidade em seu cartel no Ultimate, depois de vencer em junho e interromper uma sequência de três derrotas na organização.

A quarta luta do card preliminar do UFC Rio 5 começou com Scott Jorgensen mostrando muita agressividade, enquanto Wilson Reis apresentava dificuldade em encontrar a distância correta para encontrar o adversário. Com pouco mais de um minuto de combate, o americano acertou um forte cruzado de direita e o brasileiro foi à lona. Entretanto, o mineiro mostrou boa recuperação e logo ficou de pé, voltando para o combate.

Na metade do assalto, Wilson Reis acertou um violento chute de esquerda nas costelas do adversário, que sentiu. Em seguida, o brasileiro conseguiu derrubar o rival e passou a trabalhar o ground and pound. Porém, no chão, o peso-mosca mostrou seu excelente jiu-jítsu e encaixou o katagatame, encerrando o combate aos 3m28s.

Ao final da luta, Wilson Reis comentou como foi conseguir se recuperar, após sofrer uma pancada forte logo no início do confronto.
- Eu comecei bem, mas levei um golpe e entrei no automático, estava bem machucado. Eu só conseguia sentir que ele estava vindo para cima, mas aos poucos fui voltando para luta. Quando eu percebi um espaço e dei o chute, vi que ele andou para trás. Aí aproveitei a oportunidade e encerrei a luta - disse Wilson Reis.

Wilson Reis busca finalização no UFC 179 2014 24 Out

Wilson Reis é um dos 11 brasileiros escalados para o UFC 179, que acontece neste sábado, no ginásio do Maracanãzinho. O mineiro é parte da Alliance MMA, equipe localizada em San Diego, Califórnia (EUA). E é dentro de seu time que ele encontra sua maior inspiração para vencer seu desafio contra Scott Jorgensen. O brasileiro é companheiro de treinos de Dominick Cruz

Em entrevista ao LANCE!Net, Wilson falou sobre a recuperação de Cruz, que depois de se lesionar, perder o cinturão dos galos e quase completar três anos sem pisar no octógono, retornou ao Ultimate com um nocaute arrasador contra Takeya Mizugaki. O resultado é visto como motivação para o brasileiro. 

- Nós acompanhamos tudo. A lesão, depois da lesão, treinando machucado e depois quando ele perdeu o cinturão para o Barão. Depois disso tudo, a gente ficava até com medo de machucá-lo nos treinos. Todos da equipe estavam ansiosos pela sua volta e ele fez aquela atuação espetacular. Ele escolheu o melhor adversário para seu retorno. Nem o Miguel Torres no auge fez o que ele fez contra o Mizugaki. Foi uma vitória espetacular. Eu estava presente nesse evento e todo mundo até chorou. Ver de perto tudo o que ele passou nos inspira - declarou o atleta. 

O peso mosca, que vem de vitória na decisão contra Joby Sanchez, em agosto, ainda avaliou a oportunidade de se apresentar no Rio de Janeiro pela primeira vez em sua carreira depois de 23 combates. Ele ainda comemorou a chance de lutar no mesmo evento que o outro companheiro de treinos, Phil Davis, que encara Glover Teixeira. 

Poder lutar no Rio está sendo uma experiência maravilhosa. Só de pensar em atuar no Maracanãzinho dá uma empolgação. Estou com uma expectativa muito boa para esse confronto. Curioso é que será diferente para nosso treinador. Ele vai viver duas experiências, com um cara local e outro estrangeiro. Gosto muito do Phil Davis, ele me ajudou demais quando cheguei na equipe, é um ótimo atleta e inspira todos nós. Só de estar no mesmo card que ele estou feliz explicou.

Reis ainda declarou que chega para a luta contra Jorgensen com a intenção de conquistar sua primeira finalização na organização após três lutas. 

- Acompanho o Scott faz muito tempo, desde a época do WEC. Ele é um cara bem duro, tem boas qualidades, tanto na parte em pé, quanto no chão. Estudei bem o wrestling dele, já que é seu carro-chefe, e estou preparado para fazer uma luta rápida. Podem esperar um Wilson Reis bem agressivo em busca dessa finalização que ainda não aconteceu no UFC - finalizou.

O UFC 179 acontece neste sábado e traz, além da disputa de cinturão dos penas entre José Aldo e Chad Mendes, o confronto entre Glover Teixeira e Phil Davis. Nomes como Fabio Maldonado, William Patolino e Gilbert Durinho também estão escalados para o show.

 

Confira as lutas do UFC 179

José Aldo x Chad Mendes

Glover Teixeira x Phil Davis

Fábio Maldonado x Hans Stringer

Darren Elkins x Lucas Mineiro

Diego Ferreira x Beneil Dariush

Card Preliminar

William Patolino x Neil Magny

Yan Cabral x Naoyuki Kotani

Wilson Reis x Scott Jorgensen

Felipe Sertanejo x Andre Fili

Gilbert Durinho x Christos Giagos

Fabrício Morango x Tony Martin

 

CBLA e Ministério do Esporte entregam equipamentos em SP 2014 23 Out

A Confederação Brasileira de Lutas Associadas e o Ministério do Esporte celebraram nesta quinta-feira, em Heliópolis, a entrega simbólica dos equipamentos fruto da parceria entre o Órgão, a entidade e a empresa World Tatami. A cerimônia marcada para às 11h, aconteceu na quadra da Escola de Samba Imperador do Ipiranga e contou com a presença do presidente da Confederação Brasileira de Lutas Associadas, Pedro Gama Filho, do vice-presidente Elísio Macambira, do superintendente Roberto leitão, do Ministro do Esporte, Aldo Rebelo e do Secretário de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser e Francisco Oliveira sócio fundador da World Tatami. Entre os principais materiais estão tapetes de competição e bonecos para treinamento.

“Um dos principais objetivo da Confederação é possibilitar a prática da Luta Olímpica em todos estados do país e em todas as classes sociais. Com o apoio do Ministério, conseguimos dar melhores condições de treinamento e iniciação aos jovens. Não tenho dúvida que dentro em breve formaremos futuros campeões e melhores cidadãos daqui de Heliópolis ”, afirmou o Presidente Pedro Gama Filho.

No local, dois programas de iniciação ao esporte são realizados, a Escolinha Caixa de Luta – Jovem Promessa – desenvolvido pela CAIXA patrocinadora oficial da Luta Olímpica brasileira –  e  um outro projeto desenvolvido pela Federação Paulista de Luta Olímpica e o governo do estado de São Paulo que atendem 100 crianças e propiciam uma atividade esportiva para moradores de uma das regiões mais carentes de São Paulo.

Além de São Paulo, outros 19 estados brasileiros foram beneficiados com equipamentos nos últimos anos oriundos da parceria entre a Confederação Brasileira de Lutas Associadas e o Ministério do Esporte.

Na hora da escolha, prefira World Tatami! 2014 09 Out

A World Tatami, possui uma equipe de instaladores que adequa o corte do tatame, às irregularidades do ambiente. Isto evita que você tenha preocupações em fazer mudanças no local que será feita a colocação.

Realize o seu orçamento, aqui: http://goo.gl/7V4cZ9

CONTATO RÁPIDO
55 11 3731-3584 
55 11 3733-1436
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Aline Silva conquista inédita medalha de ouro e Dailane Gomes é bronze 2014 07 Out

No segundo dia  do Campeonato Mundial Militar 2014, em New Jersey, Estados Unidos, Aline Silva e Dailane Gomes voltaram a colocar o Brasil no pódio. Aline conquistou a medalha de ouro na categoria até 75kg, primeira da Luta Olímpica brasileira na história da competição. Foi o segundo título da atleta no ano e o quarto pódio em competições internacionais em 2014. Já Dailane faturou a terceira medalha do país  no torneio com o bronze na categoria até 63kg. Além do ouro e bronze conquistados neste sábado,  Joice Silva já havia faturado a medalha de bronze para o país no primeiro dia de competições.

Apenas 22 dias depois de conquistar a inédita prata no Campeonato Mundial civil, em Tash Kent, Uzbequistão, Aline entrou novamente no tapete de lutas e subiu ainda mais um degrau no pódio. A categoria foi disputada no sistema todas contra todas. Na primeira luta, a brasileira fez 6 a 2 em Odonchimeg Badrakh, da Mongólia. No segundo combate, um susto. A chinesa Jiping Lia abriu 2 a 0 contra a brasileira, mas Aline não só conseguiu virar para 3 a 2 como aplicou o encostamento, golpe que encerra imediatamente a luta, na modalidade. Restava passar apenas por mais uma adversária.

Na luta que lhe garantiu o ouro, Aline enfrentou a americana Iris Smith. Após um início de estudos, a brasileira tomou a iniciativa do combate e fez 2 a 0 sobre a adversária. Em seguida, mais uma queda de grande amplitude e a vantagem aumentou para 6 a 0. Quando a americana pensava ter a melhor pegada, Aline contragolpeou e conseguiu mais uma queda de quatro pontos, conquistando o primeiro lugar por superioridade técnica (10 a 0).

Dailane Gomes esteve perto de disputar a medalha de ouro, mas acabou não passando pela polonesa Monika Michalik e ficou com o bronze, faturando mais uma medalha para o país. No estilo livre masculino, Adrian Jaoude, da categoria até 86kg, não conseguiu passar pelo egípcio Ahmed Mohamed, que venceu por superioridade técnica (12 a 2). Na sequência, Ahmed foi derrotado, impossibilitando o retorno do brasileiro para repescagem.

Neste domingo mais dois atletas representam o país e a Marinha do Brasil na abertura do estilo greco-romano.  Diego Romanelli luta na categoria até 59kg e Ângelo Moreira na categoria até 71kg.

Confira os pódios das categorias disputadas pelos atletas brasileiros:

Categoria até 75kg – Luta feminina

Ouro – Aline Silva (BRA)
Prata – Liping Jia (CHN)
Bronze – Iris Smith (EUA)

Categoria até 63kg – Luta feminina

Ouro – Hayan Xu (CHN)
Prata – Monika Michalik (POL)
Bronze – Dailane Gomes (BRA)
Bronze – Dalma Caneva (ITA)

Categoria até 86kg – Estilo livre masculino

Ouro – Uitumen Orgodol (MGL)
Prata – Marco Riesen (DIN)
Bronze – Oleh Bilotserkivskyi  (UKR)
Bronze – Maceij Balawender (POL)

- See more at: http://cbla.com.br/no-mundial-militar-aline-silva-conquista-inedita-medalha-de-ouro-e-dailane-gomes-e-bronze/#sthash.B7byf0oW.dpuf

Foto: Reprodução/ Facebook 2014 02 Out

Segunda vitória de Aline Silva (Ferreira) no Mundial 2014. Aline realizou quatro lutas no Mundial de Luta Olímpica 2014 para conquistar a medalha de prata. No segundo Combate que você confere neste vídeo cedido pela World Wrestling, a atleta venceu a colombiana Andrea Olaya com uma vitória por 7 a 0. 

Com a prata, Aline Silva ganha festa no desembarque: "Coisa mágica" 2014 17 Set

A histórica primeira medalha brasileira em Mundiais de Luta Olímpica, obtida na última semana no Uzbequistão, foi conquistada por Aline Silva. No entanto, se dependesse da intensidade dos abraços com que a atleta foi recebida no Rio de Janeiro, o noivo, as amigas e os companheiros de esporte também podem estar se sentindo com o peito um pouco prateado. Na tarde desta terça-feira no Aeroporto Tom Jobim, Aline desembarcou com um sorriso escancarado e olhos brilhando ao lado da delegação feminina - Joice Silva, Laís Nunes e Giulia Penalber - que representou o país. Se a ficha pela conquista inédita não tinha caído, os aplausos e gritos de comemoração cumpriram a tarefa. 

- A melhor parte do nosso trabalho é o reconhecimento. Não tenho palavras, estou muito feliz, é uma coisa mágica. Nem sei se estou acreditando. Com essa recepção aqui no Brasil é que a ficha começa a cair. Tudo é recompensa de um trabalho duro, treinamentos, e até dos dias de choro no tapete quando apanhamos mais um pouquinho. É um momento que faz pensar que vale a pena continuar - relatou a vice-campeã mundial, de 27 anos. 

Acostumada a fazer história, Aline já tinha no currículo uma medalha de prata em Mundial da categoria júnior e um ouro inédito neste ano no Grand Prix. Com mais um feito de grande dimensão, no entanto, é hora de manter o foco e o pés no chão, especialmente quando o assunto são as Olimpíadas 2016. 

- Temos quem continuar treinando forte. Não dá pra criar expectativa do resultado, que será consequência do trabalho bem feito. A única expectativa que tenho é continuar trabalhando muito e treinando forte - garantiu. 

Noivo de Aline, Flávio Ramos vai matar as saudades da amada
O tempo longe de casa não corresponde apenas à disputa do Mundial. Há cerca de um mês, as lutadoras brasileiras foram ao Japão para treinar com as representantes da maior potência no esporte. Distância que dá saudade - o noivo Flávio Ramos que o diga -, mas que se torna parte importante para o desempenho vitorioso. 

- (Treinar com as japoneses) Ajudou bastante na questão da confiança, maior número de treinos. Mas pesou também o trabalho de muito tempo. Não se faz medalha de Mundial em um mês, estou na luta há mais de 10 anos. Mas o trabalho no Japão somou, foi uma reta final com as melhores do mundo - analisou Aline. 

E, apesar da euforia, a comemoração não pôde ser muito estendida. No fim do mês de setembro, nova competição na agenda: o Mundial Militar, que será realizado em Nova York. 

- Já estou com a cabeça na próxima. Não dá para comemorar muito, fazer churrasco nem nada. Tenho que bater peso daqui a duas semanas (risos).

Pagina 1 de 2

Posts

Busque por Data

« Setembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Facebook

Localização

Avenida Professor José Maria Alkmin, 998 - Jardim Ester  
CEP: 05366-000 - Butantã  - São Paulo - SP

 

Contato Rápido

55 11 3731-3584 

55 11 3733-1436
 

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Realize o seu orçamento

Portuguese English Spanish
Top of Page